Crise hídrica abre oportunidade para fontes renováveis de energia

Crise Hídrica

Frente ao pior índice de chuvas das últimas nove décadas, a crise hídrica atinge novamente o Brasil e desperta inseguranças mais severas. A principal discussão desse tema é o fornecimento de energia elétrica, a maior parte do país ainda depende do sistema hidrelétrico. Por isso, a grande maioria tem apostado em fontes de energia renováveis como uma oportunidade de reduzir alguns custos, e obter vantagens.

Energia Solar

Entre as principais modalidades, a energia solar se tornou uma das apostas de destaque. Segundo a Absolar (Associação das Empresas de Energia Solar), esse segmento cresce desde 2012, quando a Aneel iniciou a regulamentação do setor. Sistemas para a geração de distribuição de energia solar teve um crescimento nos primeiros 8 meses de 2021, 180 mil sistemas para a geração de distribuição de energia solar. Com isso, o Brasil passou a contar com 576 mil instalações para abastecer casas, empresas e fazendas, entre outras unidades consumidoras.

A pandemia e a conta de energia alta com o retorno das bandeiras vermelhas em 2020 se tornaram novos ingredientes nesse cenário. Os consumidores passaram a pesquisar alternativas mais econômicas. De acordo com a Absolar, um sistema fotovoltaico bem dimensionado pode reduzir os gastos com eletricidade em até 95%.

Projetos Eólicos

Outra fonte que também tem recebido atenção são os projetos eólicos, que no Brasil segue em crescimento desde 2005. Para se ter noção do seu potencial, em julho deste ano, a energia eólica abasteceu todo o Nordeste durante um dia inteiro pela primeira vez. O ONS, Operador Nacional do sistema elétrico registrou o recorde.

As vantagens dessa matriz são autoexplicativas: ela gera energia limpa, barata e, nas condições brasileiras, em quantidade abundante. O mercado tem essa visão, para consumidores e fornecedores, mesmo as geradoras com projetos em outras áreas já estão se adaptando. No final das contas, a flexibilização das fontes renováveis eleva o desempenho energético a um novo patamar, garantindo qualidade, segurança e retorno financeiro. No momento de crise hídrica e aumentos constantes na conta de energia elétrica, investir no uso da energia solar se torna algo ainda mais indispensável, principalmente quando se analisa o consumo industrial e comercial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.