Uma rede de nobreaks é essencial para a sua empresa

Além de proteger sistemas críticos, as fontes de alimentação ininterruptas garantem não só a segurança, como a boa gestão do seu negócio, independente do tamanho ou da quantidade de funcionários.

São Paulo, 26 de outubro de 2018 – Com a evolução das tecnologias, a eletricidade passou a ter papel fundamental na rotina de uma empresa. Porém, ainda que ela facilite o dia a dia dos funcionários, em momentos importantes, como o armazenamento de dados ou o fechamento de contratos, a sua ausência pode afetar diretamente na execução das tarefas.

Recentemente, apagões aconteceram em alguns estados do País, como foi o caso do Aeroporto Internacional de Salvador, que após o rompimento de um cabo de energia, teve todas as operações e rotinas alteradas, deixando passageiros enfrentando filas e voos atrasados. Situações como essas só ressaltam a importância que uma rede de nobreaks oferece para contornar essas circunstâncias na hora de gerir um negócio.

UPS – Fonte de Alimentação Ininterrupta

As fontes de alimentação ininterruptas (UPS), conhecidas como nobreaks, protegem sistemas críticos como servidores e equipamentos de rede em data centers, evitando picos de tensão e uma inconsistência dos dados a serem salvos. Após falhas de energia, as configurações personalizadas de um equipamento ou sistema são revertidas para as configurações padrão, podendo trazer problemas caso não sejam restauradas. Por isso, é importante que esses ambientes tenham uma alternativa que garanta essa distribuição de energia, para assegurar que o menor intervalo no fornecimento não prejudique o sistema de forma global.

Uma infraestrutura de TI consegue descomplicar o gerenciamento de atividades, quando esta é bem aplicada e mantida por uma manutenção periódica. Sistemas de energia desatualizados afetam a operação e aumentam a probabilidade de erros e tempo de inatividade não planejado. Instalar uma rede de nobreaks que forneça acesso e suporte instantâneos a informações operacionais críticas é uma boa estratégia para começar a administrar ambientes de grandes proporções, como por exemplo call centers, bancos, indústrias, hospitais, varejo e aeroportos, em que os impactos derivados dessa carência retardam tanto as ações da companhia quanto as dos clientes.

Aplicações

Para exemplificar essa importância, pense em um hospital. A queda de energia pode colocar vidas em risco. A área de tratamento intensivo, por exemplo, possuem pacientes que dependem de aparelhos e, durante queda ou oscilações de energia, até que o gerador seja ativado, o nobreak pode manter os equipamentos em funcionamento por longos períodos.

Os nobreaks também executam um papel importante para manter a mobilidade urbana. Com um nobreak instalado no sistema dos semáforos, é possível manter a fluidez do tráfego e evitar que acidentes nas vias aconteçam ou se tornem frequentes, em dias de chuvas e temporais intensos.

É importante verificar para qual finalidades serão usados, pois além de existirem modalidades específicas para cada setor, também se encontra diferenciação na aplicação e autonomia que os nobreaks podem oferecer, algo muito além de tarefas mais simples como tempo adicional para que os arquivos sejam salvos corretamente. “Sua melhor aposta é conhecer o consumo de energia das suas fontes de alimentação e, em seguida, obter com o fabricante de nobreak um gráfico de tempo de execução estimado para o modelo que você está interessado”, explica Pedro Al Shara, CEO da TS Shara, indústria nacional de nobreaks e estabilizadores de tensão.

Outro fator importante que o nobreak pode influenciar é no aspecto financeiro. A falta de energia também gerar a perda de dados fundamentais e, a longo prazo, uma diminuição das vendas de seus produtos e serviços.

É preciso lembrar que quedas de energia, mesmo que em curto período, podem afetar profundamente as atividades e gerar grande prejuízo. Em 2013, o Google sofreu uma pane de apenas cinco minutos em seus principais serviços, o que resultou na queda de tráfego na internet e um dano calculado em torno de 500 mil dólares.

“Com a modernização das empresas, dispor de um sistema elétrico ininterrupto é um requisito crucial. É necessário garantir que sua empresa tenha uma boa infraestrutura de fornecimento, que assegure o bom andamento de seus negócios e não comprometa suas operações, para assim, evitar prejuízos futuros”, conclui Al Shara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *