Tecnologia com Energia Ininterrupta para o Setor Hoteleiro

Dia 9 de novembro é dia do Hoteleiro. Esta data homenageia toda a classe de trabalhadores que tem a função de proporcionar uma boa qualidade de serviços para os hóspedes nos hotéis.

Com a adoção da tecnologia em alta, as expectativas dos viajantes também aumentaram. Assim, as ofertas de tecnologia de um hotel desempenham um papel importante para os hóspedes na escolha do local. E o nobreak desempenha um papel fundamental para manter a energia contínua em todas as operações.

Abaixo listamos as principais tendências em tecnologia para o setor de hotelaria:

IoT – Imagine um mundo onde o quarto te conhece e você conhece o seu quarto. Controle de voz integrado, configurações de temperatura e iluminação controladas por aplicativo personalizado, disponível no smartphone do hóspede.

Personalização da experiência – Além do Wi-Fi grátis, personalização da experiência do hóspede, com a disponibilidade de dados e tecnologias de hóspedes conectados ao CRM do hotel, fornecendo informações de inteligência sobre o comportamento dos hóspedes desde a pré-viagem, durante sua estadia e no pós-viagem.

Digital Concierge – Marcas como IHG Group e Hyatt já estão usando plataformas de mensagens de mídia social de terceiros, enquanto outras, como a Marriott, criaram aplicativos para facilitar as mensagens instantâneas. Como os hotéis tentam envolver os visitantes com essa tecnologia, as agências de viagens também entram nesse espaço para gerar fidelidade.

Automação de Serviço – Muitos hóspedes preferem a tecnologia à interação humana para tarefas simples. Opções de check-in e check-out remotas estão se tornando populares e alguns hotéis estão começando a trabalhar com aplicativos que permitem que os clientes peçam serviço de quarto diretamente de seus dispositivos móveis.

Inteligência Artificial e Chatbots – Algoritmos mais complexos para realizar tarefas complicadas, o que deve eliminar muitos custos operacionais gerais. Encontrar o equilíbrio entre o serviço de hospitalidade humana e a tecnologia será fundamental, já que os hotéis tentam reduzir os custos operacionais e, ao mesmo tempo, aumentar a classificação geral dos hóspedes.


39% das pessoas entrevistadas disseram que estão completamente confortáveis usando o chat para entrar em contato com a recepção do hotel, enquanto apenas 7% disseram que não seriam”.  PhocusWright research

Batalha pela largura de banda – Smartphone, laptop, tablet, e-reader. Hóspedes costumam trazem todos os dispositivos dependentes de largura de banda quando viajam. É preciso multiplicar a capacidade de acesso à internet para não comprometer a experiência do hóspede. Independente da solução adotada, a demanda por largura de banda nos hotéis só vai crescer.

Dispositivo móvel como chave da porta – É fascinante que uma função tão simples como uma chave de porta possa sofrer tanta evolução e transformar-se em dados no dispositivo móvel de um hóspede.

Serviços baseados em localização – Ser capaz de entender onde os funcionários e os hóspedes do hotel estão localizados cria oportunidades para melhorar a experiência do hóspede – desde prestar serviços, liberando-os de seus quartos para ajudar a equipe a operacionalizar de forma mais eficiente.

Espaços de tecnologia – Check-in de companhias aéreas, guias de informações locais. Um lugar onde os hóspedes podem sair de seus quartos, mas ainda têm acesso Wi-Fi para relaxar ou trabalhar. Muitos hóspedes estão começando a incluir esses tipos de tecnologias em seus critérios de pesquisa de hotéis on-line.


Três em cada cinco (59%) viajantes dizem que sua estadia no hotel é significativamente mais confortável se os serviços forem personalizados e mais do que (54%) admitem que isso os faz sentir-se mais valorizados”.  Pesquisa IHG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *