Eficiência energética nos data centers

Há várias formas de aumentar a eficiência energética dos data centers, desde melhorias na infraestrutura física, para reduzir o consumo dos sistemas de refrigeração, até o uso de fontes de energia limpas e a virtualização da TI

Em um mundo dominado pela pandemia da Covid-19, que consagrou o home office e elevou exponencialmente a demanda por comunicação e dados, a eficiência energética é, mais do que nunca, essencial para uma melhor gestão dos data centers, grandes consumidores de energia.

  Já há algum tempo o tema frequenta o rol de preocupações dos gestores de data centers, à medida que ganha força em todo o planeta a questão da sustentabilidade. Daí o surgimento do conceito dos data centers verdes, que buscam reduzir custos mediante um melhor aproveitamento energético e o uso de fontes limpas e renováveis. No Brasil, fatores como o aumento da capacidade de transmissão de dados e a aproximação da chegada da tecnologia 5G só fazem crescer a importância de dotar os datas centers com equipamentos e fontes de energia ecologicamente sustentáveis.

[…]

Virtualização

  A virtualização vem sendo discutida pela indústria como um dos caminhos para trazer eficiência energética nos data centers. “Essa técnica visa virtualizar diversos servidores de armazenamento ou de processamento em um mesmo servidor físico. Com isso, é possível maximizar os recursos de hardware e do espaço do data center, aumentando a eficiência dos servidores, consumindo menos energia e melhorando o gerenciamento, escalabilidade e flexibilidade”, comenta Pedro Al Shara, CEO da TS Shara, fabricante nacional de nobreaks e estabilizadores de tensão.

  Segundo ele, os sistemas de gerenciamento de energia ajudam a proteger esse novo ambiente, ao fornecerem um controle transparente, eficiente e unificado. “No caso dos nobreaks, os de dupla conversão são os mais indicados para serem aplicados nesses ambientes críticos, já que eles protegem e oferecem uma energia mais limpa à operação”, diz o executivo, acrescentando que o monitoramento de energia identifica o uso e as eficiências dos vários componentes dos sistemas de distribuição elétrica e refrigeração. Embora o monitoramento, por si só, não economize energia, ele pode ajudar a identificar oportunidades para diminuir o consumo.

Publicação original: Infra News Telecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *